Bienal Brasileira de Design 2015

Bienal Brasileira de Design 2015

A Bienal Brasileira de Design 2015 começou dia 15 de maio em Florianópolis com seis mostras, uma das quais diretamente da Holanda, e um seminário internacional que discutiu, na abertura da Bienal, tudo que acontece no design pelo mundo. O tema desta edição é “Design para todos”, e você pode visitar o evento até o dia 12 de julho em diversos espaços da cidade, como o Museu de Arte de Santa Catarina (MASC), o Museu da Imagem e do Som (MIS) e o Espaço Lindolf Bell, localizados no Centro Integrado de Cultura (CIC).

O conjunto de exposições abarca a produção nacional, alguns recortes da produção internacional recente e aborda a produção de Santa Catarina, quarto estado mais industrializado do Brasil. Estão incluídos também produtos voltados e destinados ao uso coletivo que atendem a todas as pessoas, independentemente de idade, gênero, capacidade ou background cultural, dentro do chamado design acessível ou design universal e projetos destinados ao uso coletivo.

Confira a versão online do Guia Oficial da Bienal Brasileira de Design 2015.

 

Design para todos – Para uma vida melhor

“Não queremos criar setores no espaço expositivo; ao contrário, a ideia é “misturar” um pouco as coisas, pois é importante que o público possa perceber a presença do design tanto em uma cadeira de rodas como na sinalização de um banheiro ou num conjunto de potes de plástico. Desse modo, fica mais claro para as pessoas que com design se vive melhor”, diz o curador Freddy Van Camp.

Dentre os destaques da mostra principal está a presença do carro UP!, da Volkswagen, criado na Alemanha por uma equipe 100% brasileira. “Importaram a equipe inteira do Brasil, o que mostra a força do nosso design” ressalta o curador. “Esse carro é pensado para ser o primeiro carro das pessoas e estará em exposição, para que o público possa conferir”.

Para Freddy Van Camp, a área do design que mais avança no Brasil é a voltada para o setor automobilístico. “O design brasileiro nessa área cresceu tanto que várias indústrias mundiais estão “importando” nossos designers” ressalta. “Raul Pires, por exemplo, chefia hoje o departamento de design da Italdesign Giugiaro, na Itália. Na Ford estão João Marcos Ramos e Paulo Cuono, que trabalhou no design do Selta.  José Carlos Pavone (irmão gêmeo de Marco Antonio Pavone, um dos criadores do UP!) está na Lamborghini, em Los Angeles.”

O que falta, na opinião do curador, é um maior apoio ao design por parte da esfera pública, já que o design brasileiro tem mostrado a que veio, mas sua pequena participação depende de políticas públicas e de incentivos no setor industrial .

 

“Design para todos – Para uma vida melhor” 
Mostra principal da Bienal Brasileira de Design 2015 Floripa
De 15 de maio a 12 de julho
Local: Centro Integrado de Cultura do Museu de Arte de Santa Catarina (Masc)
Endereço: Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5.600 – Agronômica – Florianópolis/SC
Visitação: Terça a sábado, das 10h às 20h30 – Domingos e feriados das 10h às 19h30. Entrada franca.
Site Bienal: www.bienalbrasileiradedesign.com.br

Comentários

comments

Compartilhe

Sobre o autor

Danilo Cava é turismólogo (isso existe?), mas comunicólogo de profissão e coração. Brincalhão, nerd, organizado, gosta de videogames, cozinhar e ler. Viciado em arte, cinema e design é especialista em acompanhar séries no Netflix.

Veja todos os artigos deDanilo Cava