Katia Canton define “Concurso de Esculturas CriAção Scotch” como possibilidade de uma forma expandida de arte

A crítica de arte e escritora Katia Canton é curadora do Concurso de Esculturas CriAção Scotch, que adotou o tema criatividade e sustentabilidade, atitudes para promover um mundo melhor. “A arte contemporânea, diferente da arte moderna, que era mais purista, acontece dentro dos percursos da vida cotidiana e trata de tudo que diz respeito ao ser humano”, define Katia Canton. “Para permanecer viva, a arte contemporânea se expandiu. Saiu dos limites dos museus e galerias e se mistura às coisas da rua, da mídia. A arte penetrou a moda, o design, a editoração e até a propaganda”.

Na recém-lançada coleção de livros Temas da Arte Contemporânea, publicada pela Editora WMF Martins Fontes, Canton discute justamente a junção da arte com os assuntos e objetos do dia-a-dia. “Nesse sentido, a possibilidade de construir esculturas, inventar formas tridimensionais, usando as fitas adesivas da 3M, torna-se uma possibilidade de criação contemporânea interessante”.

Com inscrições gratuitas até 30 de maio pelo site www.criacaoscotch.com.br, os prêmios alcançam um valor total de R$ 26 mil para oito selecionados, que serão conhecidos no dia 25 de agosto, na abertura da exposição com os melhores trabalhos no Museu Brasileiro de Escultura (MuBE), em São Paulo.

O projeto é internacional e já foi realizado nos Estados Unidos e no México com muito sucesso.

“O concurso é um desafio para os artistas contemporâneos, que já incorporam em seus trabalhos os materiais do cotidiano e uma nova possibilidade para quem nunca usou esse tipo de material”, diz Katia Canton, que defende a idéia de “uma noção expandida da arte”.

O artista plástico Eduardo Srur, conhecido por ações de grande dimensão na paisagem urbana e seus habitantes é o padrinho do concurso. Para o projeto, ele fez um barco de 6 metros de comprimento por 2 de altura com as fitas adesivas Scotch, que esteve instalado nas duas primeiras semanas de abril no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Batizada de “Nau”, a obra refaz um barquinho de papel gigante e estava locada sobre o eixo central que permite a rotação do objeto sobre a Rosa dos Ventos, instrumento de orientação náutica localizado próximo ao Planetário, ao lado do lago.

Eduardo Srur, que mantém um diálogo de parceria com a crítica Katia Canton desde o início de sua carreira, manda um recado para quem tiver ideias inovadoras, de qualquer segmento, como profissionais e estudantes das áreas de artes plásticas, arquitetura, decoração, design, moda e publicidade de todo o país. “A 3M está fazendo um concurso com prêmios de valores que estimulam a participar”, diz ele. “Vale a pena tentar. É só usar a criatividade”.

“Na 3M, a inovação é fruto do exercício diário de criatividade dos profissionais que trabalham na empresa. E isto se reflete em produtos e práticas que oferecem diferenciação ao mercado”, comenta Luiz Eduardo Serafim, gerente de Marketing Corporativo. “Com este concurso, queremos incentivar o pensamento criativo e também a cultura. O público vai participar na fase final da votação e, depois, apreciar as criações na a exposição”.

Até o último dia da inscrição, os candidatos devem anexar três fotos coloridas de seu protótipo, realizado com as fitas adesivas Mágica® Scotch® e/ou Empacotamento Scotch® Transparente, ambas da 3M do Brasil, em arquivo JPG ou GIF, e com tamanho máximo de 1Mb. As esculturas devem ser propostas criativas que considerem possível a interação com o espaço público, no conceito de intervenção urbana.

Uma comissão julgadora selecionará as 20 melhores obras segundo os critérios de criatividade, coerência com o tema, acabamento e respeito às exigências técnicas. A seleção final será feita por votação popular pela internet entre 11 de junho a 13 de julho. A partir das fotos das obras o público escolherá as oito vencedoras a serem expostas no MuBE.

A curadora do CriAção Scotch, Katia Canton, é docente do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo desde 1993, onde também atua na área de curadoria. É PhD em Interdisciplinary Arts pela New York University, Tisch School of the Arts (Nova York, EUA) e mestre em Performance Studies, pela mesma Universidade, onde estudou entre 1987 e 1993. Em junho de 2002 tornou-se Livre-Docente em Teoria e Crítica de Arte pela Escola de Comunicação e Artes da USP.

www.criacaoscotch.com.br

http://twitter.com/criacaoscotch

Fonte: Menezes Comunicação

Comentários

comments

Compartilhe

Sobre o autor

Designer apaixonado pelo que faz, fundador e editor do DESIGN on the ROCKS. Brasileiro, natural de Jacareí - SP. Atualmente trabalha como Freelancer de gráfico e produto.

Veja todos os artigos deDomenico Justo