O vírus ebola: encarando a morte em 3D

Um dos mercados que mais procuram artistas em 3D, é o mercado científico. Vírus, mutações, doenças estranhas e simulações são jobs complexos e muito bacanas de se trabalhar. Um dos estúdios 3D que mais deram certo neste ramo é o Visual Science. Este modelo do vírus ebola, um dos mais mortais existentes, foi o mais complexo feito por eles, batendo o até então vírus HIV. Confiram o trabalho abaixo:

Fonte: Technabob

Comentários

comments

Compartilhe

Sobre o autor

Designer apaixonado pelo que faz, fundador e editor do DESIGN on the ROCKS. Brasileiro, natural de Jacareí - SP. Atualmente trabalha como Freelancer de gráfico e produto.

Veja todos os artigos deDomenico Justo